Como se preparar para as vendas do Dia das Mães pela internet

Descubra como aproveitar a conectividade e garantir bons negócios nesta data comemorativa.

07/05/2020 às 9:00

Uma das datas comemorativas mais importantes para o comércio, o Dia das Mães será atípico em 2020 por conta da Covid-19. Mas, mesmo com as lojas de portas fechadas, é possível vender e aproveitar a celebração, que em transações perde apenas para o Natal.

Uma pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) apontou que as vendas pela internet devem crescer (53%). E detectou fatores que influenciam o local de compra: lojas com melhores preços (48%), promoções e descontos (37%), produtos de qualidade (36%) e frete grátis (27%).

Assim, é preciso pensar em estratégias e encontrar bons caminhos para lucrar mesmo em meio ao momento de crise. A solução está na conectividade. O e-commerce é, certamente, o caminho mais óbvio, mas não o único.

Neste artigo, você verá:

  • Cenário atual
  • Lojas virtuais
  • Outras soluções para vender
  • Dicas para se preparar para o Dia das Mães
Desenho de um homem saindo de dentro de um celular com a caixa de presente na mão e entregando a uma mulher para simbolizar como será as vendas do dia das mães deste ano.
O e-commerce é uma das formas de vender online, mas não é a única. Foto: Freepik

O brasileiro continua presenteando

Uma pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 68% dos brasileiros pretendem comprar algum presente.

A porcentagem é 10% inferior à do ano passado e a menor dos últimos três anos, mas ainda assim, é um indicativo de que vale a pena investir para conquistar uma fatia dessas vendas do Dia das Mães.

Do total, 45% esperam gastar menos do que investido no presente do ano passado. Os dados revelam que a crise do coronavírus impactou a decisão de gastar menos de 88% dos entrevistados.

O cenário nos revela o indicativo de que é preciso focar em promoções e na divulgação de produtos mais em conta para atrair os clientes.

Compras online

Seja pelo risco de sair de casa ou devido às medidas de isolamento social, os consumidores estão mudando o comportamento de compra. Portanto, as vendas pela internet crescem.

Um levantamento online feito pela NZN Intelligence aponta que 71% dos entrevistados brasileiros pretendem aumentar o volume de compras virtuais.

Nesse sentido, quem já tem um e-commerce está à frente nas vendas neste Dia das Mães e precisa apostar na divulgação para alcançar público.

Maioria dos brasileiros devem comprar presentes online. Foto: Getty Images

Mas e as empresas que ainda não têm uma loja virtual? Há alternativas rápidas para garantir as vendas do Dias das Mães. Uma das mais simples e eficientes é fazer parte de um marketplace, um verdadeiro “shopping virtual” que permite que qualquer vendedor crie um canal próprio.

Para isso, basta selecionar a plataforma que melhor se relaciona ao seu negócio e analisar as propostas de cadastramento.

Algumas grandes empresas de varejo estão dando uma força nesse período. O Magalu, da empresária Luiza Trajano, por exemplo, lançou uma plataforma focada nos pequenos negócios. É preciso se cadastrar no Parceiro Magalu para obter um canal de vendas no site e no aplicativo.

A entrega dos produtos vendidos é feita pelos Correios, sem custo. E, cada venda, uma taxa de 3,99% é direcionada ao grupo (porcentagem válida até 31 de julho deste ano).

Confira essa entrevista que a empresária concedeu ao programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios de 26 de abril de 2020:

Mais alternativas para vender no Dia das Mães

Há ainda outras opções de venda. Muitos empreendedores utilizam o Whatsapp Business, um aplicativo desenvolvido para empresários. Por meio dele, é possível criar catálogos para exibir produtos, conectar-se aos clientes, classificar suas respostas e agilizar o atendimento.

Essa é inclusive uma das táticas usadas pelos shoppings centers, em cidades como São Paulo. Como os empreendimentos estão fechados devido à pandemia, os lojistas usam o app para fechar negócios e depois fazem a entrega em um esquema drive-thru.

Funciona assim: o cliente faz contato com as lojas pelo aplicativo, escolhe o produto, paga e retira no estacionamento do shopping em data e horário agendados, sem sair do carro, com toda proteção.

Outra boa dica é usar as redes sociais como Instagram e Facebook. Além de serem excelentes canais para divulgação, dá para usar essas mídias para criar uma loja e expor os produtos.

Jovem mulher às compras online com smartphone e cartão de crédito na mão.
Usar redes sociais como Instagram e Facebook é uma alternativa. Foto: Getty Images

Dicas para se preparar para as vendas do Dia das Mães

O Sebrae dá algumas orientações para preparar o negócio para a data. Primeiramente, é necessário planejar as finanças, ou seja, entender o quanto será gasto para produzir ou adquirir os produtos que serão vendidos, e definir preços para estimar o lucro. Só com esse planejamento é possível compreender se o seu negócio está competitivo.

Outro passo importante é a divulgação. Aposte tudo em visibilidade por meio de redes sociais, como Instagram, Facebook, envie mensagens com promoções via Whatsapp aos clientes, enfim, exponha sua marca e produtos.

E, mais do que nunca, nesse momento de isolamento social é preciso contar com um sistema delivery de qualidade, que funcione bem, cumpra prazos e as condições de higiene e precaução necessárias em tempos de pandemia.

Como o momento é atípico, vale inovar nas ofertas de venda do Dia das Mães. Uma boa alternativa é oferecer vales-presente ou cartões para que a presenteada possa trocar por produtos de sua preferência. Invista no design e na criação de layouts atraentes.

Mas nada disso trará resultados se o seu empreendimento não investir em conectividade. Imagina que poderia ocorrer se o site, app ou página em rede social ficasse fora do ar bem no momento em que os clientes estão fazendo as compras? Por isso, ter uma boa conexão é fundamental.

Conclusão

Apesar das baixas expectativas para o varejo e as vendas do Dia das Mães de 2020 por conta da pandemia, é possível tirar proveito da conectividade e reinventar a forma de vender.

As compras online só têm aumentado e são excelentes opções. É possível investir em um e-commerce próprio ou ainda entrar em um marketplace. Há também alternativas de uso de redes sociais como Instagram, Facebook e Whatsapp para gerar mais vendas.

Por fim, com planejamento e boas estratégias, certamente será possível conquistar os clientes que, mesmo com a crise, sempre querem presentear nesta data.

Gostou dessa matéria? Esperamos que tenha ajudado com bons insights para suas vendas. Aproveite e confira outros artigos que separamos para você:

Até breve!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio