IoT: dispositivos conectados asseguram distanciamento de colaboradores

A implementação de dispositivos conectados nos escritórios promove maior segurança às equipes de trabalho no retorno às atividades presenciais, assegurando o distanciamento social

13/08/2020 às 9:00

O isolamento social obrigou muitas empresas a organizarem suas equipes às pressas para o home office, modelo que teve boa aceitação entre os executivos. No entanto, aos poucos, as companhias se organizam para o retorno ao modelo presencial, mesmo que de modo híbrido.

Esse movimento implica na subutilização de alguns espaços físicos, o que demandará das companhias um esforço extra para otimizar os escritórios. Para isso, precisarão garantir que os locais de trabalho ofereçam às equipes toda a segurança necessária, seguindo à risca as orientações de higiene e proteção impostas pelos órgãos de saúde.

Neste artigo verá  quais soluções baseadas em Internet das Coisas (IoT) podem ser implementadas para estruturar um ambiente adequado aos profissionais. 

Veja também:

  • Como a Internet das Coisas ajuda na manutenção da saúde
  • Quais tecnologias são mais usadas nesse contexto
  • O que fazer para garantir bem-estar aos colaboradores no retorno ao trabalho

Recursos baseados em IoT contribuem para o bem-estar dos colaboradores. Foto: Getty Images

Como a IoT pode ajudar na modernização dos escritórios

Em julho, o Gartner divulgou uma pesquisa destacando que, até 2022, 60% dos profissionais em regime de trabalho híbrido priorizarão o retorno presencial a escritórios inteligentes, equipados com tecnologias capazes de assegurar seu bem-estar.

Ambientes inteligentes podem fazer os funcionários se sentirem mais seguros”,
Gavin Tay, vice-presidente de pesquisa do Gartner 

Um dos caminhos apontados pelo Gartner para tornar o escritório confortável e livre dos riscos de contaminação pela Covid-19 é apostar em soluções capazes de monitorar a saúde dos funcionários constantemente. 

Por isso, a IoT está cada vez mais em evidência. Como exemplo, sensores podem analisar os movimentos de cada colaborador e detectar se o distanciamento mínimo obrigatório está sendo cumprido.

A tecnologia foi largamente utilizada por países como China e Alemanha para desempenhar funções semelhantes – e os resultados obtidos foram bastante positivos.

Além disso, ainda de acordo com o relatório do Garter, é possível “treinar” assistentes virtuais para torná-las agentes de promoção do bem-estar. Um aplicativo desenvolvido para este fim pode ser instalado pelos times, que passarão a receber avisos importantes sobre hábitos de higiene e informações relacionadas.

Recursos baseados em IoT ainda conseguem monitorar a qualidade do ar em tempo real e informar, por meio de dispositivos móveis, a situação às equipes. Estes são alguns exemplos citados pela pesquisa como possibilidades de modernização e adaptação dos escritórios nessa nova fase pós-isolamento.

“Estratégias com foco na modernização das instalações e na experiência do usuário moldarão as demandas de tecnologia”.

Gartner, julho de 2020.
E-book | Saiba como blindar sua empresa _V1

IoT como fator de proteção

Minimizar o contato físico e estabelecer o distanciamento social foram duas das principais recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a disseminação do coronavírus. 

Tais orientações devem permanecer em alta nos próximos meses, o que já obriga as organizações empresariais a pensarem em maneiras de viabilizar esse novo direcionamento.

Assim, recursos tecnológicos baseados em IoT podem ser implementados no ambiente corporativo para ajudar gestores de pessoas a se organizarem nessa esfera, uma vez que asseguram ganhos em eficiência, automação e produtividade. 

Dispositivos conectados podem ser considerados um fator de proteção à saúde. Foto: Getty Images

Com a ajuda da internet das coisas, os espaços podem ser avaliados em tempo real, favorecendo a agilidade na correção de problemas.

Até 2027, o mundo terá 41 bilhões de dispositivos conectados, diz o estudo The Internet Of Things 2020, divulgado em março de 2020 pela plataforma Business Insider Intelligence. Tal indicador assegura que não se trata de futurismo, mas de soluções reais e adequadas ao contexto em que vivemos.

Soluções eficientes

O Marketing Dinâmico, da Vivo Empresas, por exemplo, disponibiliza monitores em locais estratégicos para a exibição de mensagens personalizadas, com uma linguagem visual customizada para cada instituição cliente. 

Além disso, todo o conteúdo é atualizado em tempo real. A ferramenta é eficiente para evitar a exposição desnecessária das equipes.

Aliás, assim como a minimização da proximidade física é uma das premissas da pandemia, a conectividade tem se destacado como um elemento-chave nesse novo cenário (e essencial, também, no período pós-crise). Sendo assim, é inevitável disponibilizar canais de comunicação que vão além do meio físico.

Para isso, o Social Wi-Fi, outra solução da Vivo Empresas, oferece acesso gratuito à internet a visitantes, fornecedores e clientes. Ou seja, viabiliza o envio de informações entre diferentes públicos, reduzindo o contato. É possível utilizá-la nos escritórios para transmitir mensagens de comunicação interna, por exemplo, ou avisos dos Recursos Humanos, entre outras aplicações que reduzem o contato.

Essa comunicação ocorre por meio do Captive Portal, plataforma capaz de conectar todos os envolvidos.

Monitorar é fundamental

Seja em escritórios ou em ambientes comerciais abertos ao público, o monitoramento não deve ser flexibilizado para preservar a saúde de todos os que circulam pelo local. E, ao que indica a pesquisa do Gartner, esse cuidado já está sendo reconhecido por profissionais e companhias de diferentes segmentos.

Realizar esse acompanhamento de maneira efetiva e constante é um desafio, que pode ser simplificado com a Internet das Coisas. 

Com esse intuito, o serviço de locação de Equipamentos de IoT, da Vivo Empresas, permite que as organizações façam a gestão dos ambientes de maneira remota.

Com baixo custo de manutenção, será possível realizar o controle de acesso ao ambiente em datas e horários não autorizados. 

Sistemas inteligentes baseados em IoT são importantes ferramentas na gestão do isolamento social. Foto: Getty Images

Além disso, o sistema possibilita a integração de diferentes recursos, como câmeras e sensores de presença, em uma mesma plataforma de gestão. Os ambientes poderão ser monitorados em tempo real pelo celular ou tablet.

A seleção de dispositivos inclui câmeras, alarmes e sensores, tais como:

  • Smart Central: gerencia a comunicação entre os sensores e facilita a configuração do sistema (possui sirene embutida);
  • Sensor de Movimento: detecta a presença de movimento em ambientes internos e envia notificações para o celular cadastrado;
  • Sensor de Abertura: quando instalado em portas, janelas ou gavetas, detecta sua abertura e notifica o proprietário em tempo real;
  • Smart Câmera Wi-Fi: monitora todo o ambiente e também envia notificações em tempo real em casos de ações suspeitas;
  • Smart Câmera 360 Wi-Fi: monitoramento em alta definição, com cobertura de 360º em menos de três segundos. Tem visão noturna e microfone.

Ademais, a equipe da Vivo Empresas ainda proporciona ao cliente a realização de um estudo sobre como otimizar o layout do escritório para atender às recomendações da OMS.

Oportunidade de receita adicional

De acordo com o estudo, profissionais que não desejam trabalhar remotamente serão os primeiros a se beneficiarem. E aqui está mais uma possibilidade de negócio. Dessa forma, as empresas poderão alugar salas ou espaços para colaboradores de outras empresas que não estão satisfeitas com o home office. Seria uma espécie de coworking.

As organizações podem oferecer espaços de escritório vazios para fornecedores, apresentando-os como saudáveis ​​e inteligentes, sustentáveis ​​e capazes de serem gerenciados a partir de tecnologias e ferramentas adequadas”.

Rashmi Choudhary, analista de pesquisas do Gartner.

Conclusão

O uso de soluções de IoT para promover a saúde e o bem-estar de colaboradores – e dos ambientes de trabalho em geral – é apontado como uma forte tendência. 

Assim, companhias que aderirem aos recursos baseados nessa tecnologia conseguirão resguardar suas equipes, agilizar atendimentos e até mesmo gerar uma renda extra.

Diferentes ferramentas podem ser empregadas para isso – desde câmeras de monitoramento a sistemas de comunicação digital. Nesse novo cenário, implementar dispositivos conectados em seu parque tecnológico e fazê-los trabalhar em favor da produtividade e da saúde dos times será essencial. 

Atenta a esse movimento, a Vivo Empresas mantém um portfólio abrangente nessa área, com soluções desenhadas para atender às novas necessidades do mercado. 

Além disso, oferece soluções completas de ConectividadeEquipamentosCloudSegurançaBig DataFerramentas de ColaboraçãoTI e Gestão de Tecnologia.

Quer saber mais sobre como tornar o seu escritório mais seguro nesse novo cenário? 

Leia estes artigos que separamos para você:

Até a próxima!

Compartilhe este conteúdo!

campo obrigátório

Enviamos conteúdos do seu interesse para seu e-mail, cancele a qualquer momento.

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio