EAD e tecnologia transformam o futuro da educação e impulsionam inovação

Instituições de ensino tiveram que se adaptar rapidamente devido a pandemia. Entenda quais serão os pilares do ensino para os próximos anos

25/09/2020 às 9:00

Um dos segmentos mais impactados pelo isolamento social imposto pelo novo coronavírus foi o sistema educacional. Com os alunos a distância, o ensino precisou migrar para o digital de forma veloz.

Entretanto, mais do que uma adaptação, o futuro da educação está diretamente conectado com o EAD (Ensino a Distância) e a tecnologia. Esses pontos irão servir como base para proporcionar uma experiência qualificada e eficiente.

Para refletir e discutir sobre esse momento importante do segmento e os possíveis caminhos a serem seguidos, Alex Salgado, Vice-Presidente B2B da Vivo; Chaim Zaher, Presidente do Grupo SEB; e Daniel Castanho, Presidente do Conselho Administrativo do Grupo Ânima Educação, participaram de um webinar inédito sobre o tema.

Neste artigo, você verá:

  • O futuro não deve ser a adaptação do antigo
  • A nova experiência de ensino
  • Conectividade em prol do EAD

Imagem de um professor dando aulas online para simbolizar EAD.
O futuro tecnológico da educação deverá ser mais do que uma adaptação. Foto: Getty Images

O futuro não deve ser a adaptação do antigo

Mediado por Sandra Boccia, diretora de Redação das publicações Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Época Negócios, o webinar denominado “Educação Na Era Da Transformação Digital: EAD. Como Será O Futuro Da Educação?” reforçou a transformação digital na educação e como a tecnologia será uma aliada para alunos, docentes e instituições de ensino.

Para Daniel Castanho, do Grupo Ânima Educação, o futuro da educação irá romper com os conceitos de EAD e presencial, uma vez que professores, estudantes e escolas irão adaptar os métodos de ensino para aprofundar o conhecimento e ampliar a efetividade da aprendizagem.

“Conversar pela internet olhando dentro das casas das pessoas se torna mais próximo do que estar fisicamente em um mesmo ambiente com duas mil pessoas vendo uma palestra. Pensando nisso, existirão vezes em que os alunos estarão nas instituições, outras vezes somente o professor e isso será flexível conforme a aula”, disse Castanho.

O executivo ainda destacou como esse movimento de quebra sobre os modelos de EAD irá proporcionar uma nova forma de educação. “Não conseguiremos mais identificar o que será remoto ou presencial, agora, teremos efetivamente o aprendizado com o uso da tecnologia”, opinou.

Dessa forma, Castanho ainda reforça que o futuro educacional não deve ser uma simples adaptação do modelo presencial para o digital.

“Não devemos só adaptar o antigo, temos que criar uma forma de ensinar totalmente nova. Da mesma forma que os conteúdos antes impressos se tornaram digitais, em um primeiro momento, agora temos uma nova experiência de consumo virtual. A educação deve criar essa evolução”, explicou.

Imagem de várias pessoas digitando em um tablet.
A tecnologia deverá ser cada vez mais usada na educação. Foto: Getty Images

EAD e a nova experiência de ensino

Com a pandemia da Covid-19 e o distanciamento social, o EAD se tornou habitual para todos os níveis de ensino. Docentes, pais de alunos e estudantes se viram em um cenário atípico, pois tradicionalmente o ensino remoto era utilizado de forma simplória.  

Para Chaim Zaher, do Grupo SEB, a adaptabilidade do EAD aos diversos contextos educacionais será primordial para que a efetividade se torne presente, mantendo as relações humanas como parte relevante do processo.

De acordo com Zaher, instituições e alunos em níveis diferentes terão uma relação particular com a tecnologia que poderá ir de protagonista a complementar, dependendo do momento de cada um deles. “Alunos de mestrado e doutorado possuem uma melhor maturidade para realizar estudos integralmente em EAD. Já os de ensino superior como a graduação poderão se aplicar melhor ao cenário híbrido, pois a parte prática se torna primordial para o aprendizado”, destacou.

Depois disso, a ressalva de Zaher ocorre dentro do cenário do ensino básico, pois entende-se que, na infância, a necessidade de contato entre as crianças é importante. Portanto, o EAD complementaria as aulas presenciais. “É muito importante nessa fase que exista a interação física, possuindo a tecnologia como aliada em outros momentos de aprendizado.”

No entanto, o executivo ainda reforça que em um País de grande extensão territorial, como o Brasil, a democratização do acesso ao mundo digital se faz ainda mais necessária. “A inovação será resultado de uma revolução e a tecnologia é a base dela. Acreditamos que as redes móveis como o 4.5G e o 5G, proporcionados por empresas como a Vivo, irão levar a todos uma opção mais estável e de qualidade”, disse.

Imagem de um jovem digitando em um computador.
Conectividade será pilar importante na democratização da educação no Brasil. Fonte: Freepik

Conectividade em prol do EAD

A ampliação de redes móveis e fixas será fundamental, uma vez que as instituições de ensino, sejam de âmbito público ou privado, necessitaram de uma infraestrutura relevante para disponibilizar um ensino efetivo.

Segundo Alex Salgado, da Vivo Empresas, para assegurar que o modelo EAD apresente qualidade e eficiência, é necessária a ampliação das ofertas de conectividade.

De acordo com Salgado, esse cenário apresentou diversos desafios que foram superados por uma preparação prévia. “Durante esse período da pandemia, tivemos inúmeros momentos de picos na conectividade e recordes nas conexões via fibra, entretanto, como proporcionamos uma infraestrutura adequada, esse cenário passou de forma imperceptível pelos consumidores”, disse.

Para o executivo, o momento instaurado pela pandemia acelerou a aceitação da sociedade para o EAD. “Ocorreu um processo de aceleração na adoção de novas tecnologias e hábitos, propiciando um ambiente mais receptível”, finalizou.

Imagem de uma mulher com fones de ouvido olhando um computador e escrevendo em um caderno.
A pandemia acelerou a aceitação do uso de tecnologias na educação. Foto: Getty Images

Conclusão

O webinar “Educação Na Era Da Transformação Digital: EAD. Como Será O Futuro Da Educação?” reforçou como a tecnologia estará cada dia mais presente na rotina dos brasileiros e em seu processo de aprendizado.

A Vivo Empresas possui um portfólio completo para auxiliar instituições de ensino, profissionais e estudantes nesse processo de transformação. Acreditamos que o futuro da educação será suportado pelo EAD e por soluções tecnológicas relevantes.

Além de serviços tradicionais, como Rede Móvel, Voz Fixa e Banda Larga, oferecemos soluções completas em Conectividade, Equipamentos, Cloud, Segurança, Big Data, Ferramentas de Colaboração, TI, Gestão de Tecnologia e IoT.

Quer saber mais como o ecossistema educacional e a tecnologia irão se relacionar para continuar crescendo? Conte conosco. Veja o webinar na íntegra:

Até breve!

Compartilhe este conteúdo!

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio