IoT nas escolas: dispositivos conectados promovem retorno presencial mais seguro

Análise de fluxo de pessoas e comunicação remota em tempo real são alguns dos benefícios que a Internet das Coisas garante à nova etapa

03/09/2020 às 9:00

A Internet das Coisas ou IoT (sigla em inglês de Internet of Things) tem contribuído para monitorar o avanço do coronavírus pelo mundo. Em países como China e Alemanha, por exemplo, câmeras e sensores conectados à internet foram utilizados para detectar locais com maior incidência de casos e possíveis aglomerações.

Na fase de flexibilização, entretanto, o uso da tecnologia pode ser ainda mais necessário, possibilitando uma retomada mais segura das atividades presenciais. Em instituições de ensino, diferentes equipamentos baseados nessa abordagem são capazes de auxiliar o distanciamento social, o controle do volume de pessoas nos ambientes e até a qualidade do ar nas salas.

Quer saber como preparar um retorno mais seguro a seus alunos, professores e demais funcionários utilizando a IoT como ferramenta de proteção? Neste artigo, você verá:

  • Como garantir a volta segura às atividades presenciais
  • A IoT nas escolas como aliada do bem-estar
  • Quais equipamentos podem ajudar

IoT nas escolas: tecnologia como aliada 

Enquanto aguardam a liberação oficial para a retomada das aulas presenciais, as escolas trabalham na adaptação de seus espaços físicos ao novo contexto. E a fase exige uma revisão minuciosa de toda a infraestrutura escolar, adequando-a aos protocolos de saúde definidos pelos órgãos responsáveis. 

Essa preparação é essencial para estruturar um retorno permeado por todas as camadas de proteção necessárias, tranquilizando pais, alunos e colaboradores.

Aliás, muitos ainda estão apreensivos. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Península entre 20 de julho e 14 de agosto detectou, por exemplo, que 86% dos professores não se sentem à vontade para voltarem às salas de aula

IoT nas escolas: ilustração de um computador, com pessoas ao redor
A tecnologia tem sido essencial para viabilizar o ensino. Ilustração: Getty Images.

Uma das maneiras mais eficientes de minimizar essa insegurança é comunicar a todos  as melhorias que vêm sendo implementadas, assim como as novas regras de conduta para mitigar as possibilidades de contágio.

Um estudo divulgado em julho pelo Gartner mostrou que 60% dos profissionais priorizarão o retorno a ambientes de trabalho equipados com recursos capazes de assegurar seu bem-estar. “Espaços bem planejados farão os colaboradores se sentirem seguros”, afirmou Gavin Tay, vice-presidente de pesquisa da instituição.

LEIA MAIS:

Como a Internet das Coisas pode ajudar

Antes mesmo da pandemia, o uso de dispositivos de IoT no já estava em evidência. Isso porque a capacidade de coletar e processar grandes volumes de dados é um recurso bastante valioso para as companhias. 

Para se ter uma ideia, até 2027, a previsão é de que existam mais de 40 bilhões de dispositivos conectados, segundo o estudo The Internet Of Things 2020, publicado pelo Business Insider Intelligence em março de 2020. Tal indicador mostra que não se trata de futurismo, mas de soluções reais e adequadas ao contexto em que vivemos.

Câmeras e sensores, por exemplo, são capazes de monitorar os ambientes, enviando dados em tempo real para plataformas que podem ser acessadas remotamente pelos gestores. Elas podem ser instaladas dentro dentro das salas de aula ou em corredores, por exemplo, permitindo que tais espaços sejam analisados a todo momento.

Iot nas escolas: câmera com ícones de computador sobre ela
O uso de IoT nas escolas garante maior segurança a colaboradores e alunos. Foto: Getty Images.

Quando realizadas constantemente, atividades de análise da qualidade do ar e o mapeamento do fluxo de pessoas, por exemplo, tornam-se efetivas para corrigir possíveis falhas e rapidamente reforçar medidas importantes. 

Afinal, a fase exige um acompanhamento bastante próximo — e se destacará no setor quem o fizer com todo o cuidado necessário.

LEIA MAIS:

IoT nas escolas: reforce a infraestrutura

Sabemos que o momento é delicado, sobretudo no que diz respeito aos aspectos financeiros. Com a crise econômica que impactou o mundo todo, o investimento em novas tecnologias, muitas vezes, pode sobrecarregar o orçamento da organização escolar.

Mas, para garantir que a tecnologia funcionará adequadamente, é essencial que a escola conte com a ajuda de um provedor especializado, como a Vivo Empresas. Nosso portfólio oferece uma extensa gama  de equipamentos de IoT voltados para o monitoramento de ambientes, permitindo a gestão remota. Com baixo custo de manutenção, as soluções viabilizam o controle de acesso aos espaços em datas e horários não autorizados.

IoT nas escolas: menina estudando em um computador
Equipamentos IoT ajudam a garantir o distanciamento social na retomada. Foto: Getty Images.

Além disso, o sistema possibilita a integração de diferentes recursos, como câmeras, alarmes e sensores de presença, em uma mesma plataforma de gestão. Os ambientes poderão ser monitorados em tempo real pelo celular ou tablet.

A seleção de dispositivos inclui:

  • Smart Central: gerencia a comunicação entre os sensores e facilita a configuração do sistema (possui sirene embutida);
  • Sensor de Movimento: detecta a presença de movimento em ambientes internos e envia notificações para o celular cadastrado;
  • Sensor de Abertura: quando instalado em portas, janelas ou gavetas, detecta sua abertura e notifica o proprietário em tempo real;
  • Smart Câmera Wi-Fi: monitora todo o ambiente e também envia notificações em tempo real em casos de ações suspeitas;
  • Smart Câmera 360 Wi-Fi: monitoramento em alta definição, com cobertura de 360º em menos de três segundos. Tem visão noturna e microfone.

A equipe da Vivo Empresas ainda proporciona ao cliente a realização de um estudo sobre como otimizar o layout das escolas para atender às recomendações da OMS.

Concluindo

As soluções de IoT têm sido extremamente valiosas durante a pandemia — e já se mostraram fundamentais para os próximos passos da retomada. O aumento do uso de recursos baseados na abordagem, suportados por uma conectividade robusta, é uma tendência global. 

E mais do que isso: aparece também como uma maneira efetiva para as instituições de ensino se tornarem cada vez mais ágeis, produtivas e seguras. A retomada das aulas presenciais exige essa revisão das infraestruturas, fazendo da IoT um caminho para viabilizar o distanciamento social e tranquilizar pais, estudantes e professores.

Atenta a esse movimento, a Vivo Empresas mantém um portfólio abrangente nessa área, com soluções desenhadas para atender às novas necessidades do segmento educacional. 

Além disso, oferece soluções completas de Conectividade, Equipamentos, Cloud, Segurança, Big Data, Ferramentas de Colaboração, TI e Gestão de Tecnologia.

Quer saber mais sobre como tornar a sua escola mais segura nesse novo cenário? 

Leia estes artigos que separamos para você:

Gostou deste conteúdo?

Compartilhe nas suas redes:
Veja mais sobre
GestãoIoTSegurança
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio