Como a conectividade impulsiona as vendas no Dia dos Pais

Saiba quais são os recursos tecnológicos capazes de garantir uma excelente experiência de compra online

04/08/2020 às 9:00

O ano tem sido diferente para o comércio em algumas das principais datas comemorativas, como o Dia das Mães e o dos Namorados. Agora, é chegado o momento de homenagear os pais – e, mesmo com a reabertura parcial das lojas físicas, ao que tudo indica as vendas online ajudarão a movimentar as vendas no período.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Méliuz, líder em cashback no mercado nacional, 69% dos brasileiros pretendem presentear seus familiares na ocasião. Destes, 79% vão realizar a compra online; 94,7% deles receberão o pedido em casa e 5,3% irão retirá-lo na loja física.

Levantamento conduzido pelo Google, em junho de 2020, revelou que o faturamento das lojas virtuais cresceu 59% neste ano na comparação com 2019.

Além disso, o número de e-commerce no Brasil cresceu 20% assim como novas possibilidades de fazer compras. O estudo destacou ainda que, neste Dia dos Pais, 11% das pessoas pretendem comprar o presente por telefone ou aplicativo.

Tais indicadores sugerem que a movimentação nos e-commerces aumentará. Por isso, é preciso se preparar, oferecendo promoções, uma página estável e sugestões convidativas.

Neste artigo mostraremos como a transformação digital tem impulsionado o setor varejista nas datas comemorativas e traremos dicas para garantir uma boa experiência de compra para os consumidores.

Você verá:

  • Contexto atual dos estabelecimentos comerciais
  • Como garantir uma boa experiência de compra em sites
  • Tecnologias mais recomendadas para impulsionar as vendas com segurança

69% dos brasileiros pretendem presentear seus familiares no Dia dos Pais. Foto: Getty Images

Desempenho do setor varejista: como será em 2020

No varejo, as compras online tiveram uma boa aceitação durante a quarentena. Um estudo conduzido em junho deste ano pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) apurou que 70% dos clientes pretendem continuar comprando em sites e aplicativos.

Portanto, será preciso preparar as plataformas digitais para receber uma demanda maior no Dia dos Pais, em comparação aos anos anteriores. E há diferentes maneiras de fazer isso.

LEIA MAIS

Dia dos Pais no varejo

A necessidade de fazer tudo a distância reforçou e acelerou a transformação digital dos negócios. Todos os tipos de comércio se viram obrigados a ter, pelo menos, uma plataforma online para vender seus produtos. Mesmo os gigantes, como a Amazon, intensificaram as operações para atender ao aumento da demanda.

Dessa forma, até quem já trabalhava 100% online teve de se adaptar ao novo cenário. E o movimento continua no período pós-pandemia. Em datas comemorativas, como o Dia dos Pais, uma das maiores preocupações é garantir a disponibilidade da plataforma, evitando eventos de downtime decorrentes de picos de acessos.

Imagem de uma mão segurando um papel escrito Feliz Dia dos Pais e um presente ao lado.
Sites e aplicativos devem receber uma demanda maior para as vendas no Dia dos Pais desse ano. Foto: Getty Images

A preparação de uma infraestrutura adequada começa pela conectividade que a empresa possui. É fundamental buscar soluções que garantam segurança digital e alto desempenho, o que se refletirá na produtividade dos negócios.

Contratar uma conexão de internet robusta, capaz de atender às demandas da companhia, é um requisito essencial, uma vez que essa estrutura é a responsável por “ligar” todas as pontas. Ou seja, é a base para o uso de soluções virtualizadas como as ferramentas de colaboração, aplicações em cloud, envio de recebimento de tarefas e realização de reuniões, entre outros.

Soluções de Internet Dedicada, banda larga convencional e de conexão móvel atendem negócios varejistas de diferentes tamanhos. No entanto, é preciso contar com a ajuda de um parceiro especialista para avaliar a melhor opção para suportar os seus sistemas.

Tudo vai depender das necessidades da companhia e do planejamento realizado para a ocasião.

Estoque em dia

Realizar uma gestão de estoque eficiente é a melhor forma de se organizar para o aumento da demanda em datas comemorativas. E tudo começa com a preparação. Fazer um planejamento prévio avaliando as vendas dos anos anteriores para saber se será preciso aumentar a disponibilidade dos itens é o primeiro passo.

No dia a dia, uma forma eficaz de facilitar os processos é utilizar softwares que auxiliam e digitalizam o controle dos produtos. É possível configurar tais ferramentas para o envio de relatórios sobre o status dos itens, por exemplo. Assim, as equipes conseguem ter uma visão mais geral e atualizada.

imagem de uma pessoa mexendo em um tablet dentro de um estoque.
Usar softwares que auxiliam e digitalizam o controle dos produtos é uma boa solução para controlar o estoque. Foto: Getty Images

Além disso, é importante realizar inventários periódicos para confirmar se a quantidade de produtos registrados no sistema coincide com o volume que existe atualmente no estoque. 

Usar ferramentas de colaboração é essencial nesse contexto para permitir que todos os integrantes das equipes possam visualizar esse acompanhamento.

Tudo na nuvem

As soluções em Cloud são imprescindíveis no contexto de transformação digital. Isso porque as ferramentas de colaboração viabilizam e facilitam a comunicação entre as equipes que atuam remotamente, sobretudo neste período de pandemia.

Com os softwares alocados em um ambiente virtual, os colaboradores conseguem trabalhar perfeitamente em conjunto e obter uma visão global de todos os processos.

No entanto, a possibilidade de uso de cloud no contexto corporativo vai além desses programas. É possível transportar muitas das cargas de trabalho para o digital e aumentar a infraestrutura de T.I sem impactar o orçamento.

Imagem de um homem de terno apertando o botão de nuvens para simbolizar o serviço de nuvem, ou cloud.
O uso da nuvem ajuda no trabalho em equipe e na visão global dos processos. Foto: Getty Images

Há duas possibilidades interessantes para se fazer isso:

  • Caso a companhia já tenha investido em servidores próprios, é possível escalar a capacidade do Data Center movendo o equipamentos para um espaço  de Colocation. Trata-se de um ambiente físico, com todos os serviços relacionados (segurança física, energia elétrica, conectividade, limpeza, manutenção) incluídos, mantido por um provedor especializado – e pelo qual se paga de acordo com o uso;
  • Outra opção é o serviço de Hosting, serviço de hospedagem em nuvem com alta disponibilidade e segurança, que dispensa a aquisição e a manutenção de equipamentos físicos.

E a segurança?

É sempre fundamental proteger o site – e seus clientes. E um maior volume de compras online também implica em mais crimes virtuais. Só para se ter uma ideia, os ataques de phishing cresceram 667% nos meses iniciais da pandemia, conforme divulgado pela Capgemini Research Institute em abril.

Para evitar esse tipo de problema, o varejista deve adotar medidas de segurança importantes, como:

  • Criptografia dos dados;
  • Escolha de plataformas confiáveis de pagamento;
  • Recursos que asseguram a blindagem da página.

Uma das opções mais relevantes nesse contexto é a solução Web Application Firewall (WAF), que atua como uma barreira protetora de sites e aplicações. A solução promove o bloqueio e aumenta a proteção dos servidores contra investidas de cibercriminosos, spammers, DDoS e Injeções SQL, entre outros ataques.

Ter uma rede segura e monitorada automaticamente também é uma forma de evitar problemas como invasão e roubo de dados. Vale lembrar que a proteção das informações pessoais de funcionários, fornecedores e clientes é de responsabilidade da empresa que os coleta, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Imagem de uma pessoa apertando um cadeado digital.
Ter uma segurança robusta fundamental para um e-commerce. Foto: Getty Images

Conclusão

O Dia dos Pais é uma das principais datas comemorativas para o comércio e, devido à pandemia, será diferente em 2020. Assim como outras ocasiões, o digital ganha ainda mais relevância no contexto de consumo e promete elevar os índices de compras.

No entanto, isso só será possível se houver uma preparação adequada dos estabelecimentos com tecnologias aderentes, seja com uma infraestrutura robusta de conectividade, soluções em nuvem e aplicações de cibersegurança.

A transformação digital do setor varejista foi intensificada com o isolamento social e, de acordo com pesquisas realizadas por instituições renomadas, não haverá recuos. Por isso, cada vez mais, as organizações precisarão se adaptar a essa nova demanda, oferecendo compras seguras, um ambiente estável e produtos atrativos.

Nós, da Vivo Empresas, sabemos que todo negócio, grande ou pequeno, está enfrentando muitos desafios para continuar crescendo. E agora, mais do que nunca, é preciso buscar soluções disruptivas, capazes de aumentar o volume de vendas e aprimorar a experiência dos consumidores.

Por isso, oferecemos soluções completas de Conectividade, Equipamentos, Cloud, Segurança, Big Data, Ferramentas de Colaboração, TI, Gestão de Tecnologia e IoT. Nosso portfólio abrangente cobre os mais variados estágios de maturidade digital das companhias.

Além disso, acreditamos que a informação é mais um recurso importante para garantir o crescimento dos negócios. Por isso, confira outros artigos sobre o tema que separamos para você:

Conte conosco!

Gostou deste conteúdo?

Compartilhe nas suas redes:
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio