Como uso inteligente de tecnologias digitais guiará sua empresa em 2021

09/02/2021 às 23:38

O uso de tecnologias digitais está cada vez mais presente no mundo dos negócios. Do varejo às indústrias e até mesmo no agronegócio, inovações como IoT (sigla do termo original em inglês, Internet of Things) e a Inteligência Artificial ganham destaque, principalmente, por possibilitar a otimização de processos e a redução de custos. 

Além disso, o manejo inteligente dos dados gerados a partir dessas soluções pode ajudar no desenvolvimento de estratégias corporativas mais alinhadas ao cenário econômico atual. 

Assim pode incluir (mas não se limitar) a um planejamento voltado para o cliente. Isso porque, seja para a implementação de mobilidade e flexibilidade no negócio, ou para a criação de uma estrutura resiliente – esse último sendo especialmente importante – muitas companhias não estavam preparadas para uma crise como a causada pela pandemia. 

Logo, é preciso ter um olhar atento às novas necessidades que surgiram após o primeiro grande impacto da COVID-19, bem como entender o momento de reestruturação que muitos empreendedores estão vivendo. 

Assim, separamos algumas das principais tendências de tecnologias digitais que guirão de pequenas a grandes empresas nos próximos anos. Neste artigo, você verá:

  • O impacto econômico das tecnologias digitais
  • IoT e AI em evidência
  • Desafio e tendências de tecnologias digitais em 2021

O impacto econômico das tecnologias digitais

Inegavelmente, a pandemia resultou em uma rápida evolução digital tanto para as companhias que já estavam integradas ao ambiente digital quanto para as que ainda eram voltadas à estrutura física. 

Porém, mais do que isso, houve como consequência uma mudança cultural que exige a digitalização em diversos setores. Um bom exemplo é o do trabalho remoto que, segundo o estudo Predictions 2021, da Forrester Research, aumentará 300% em comparação aos níveis pré-COVID

Outra situação que ilustra bem essa adaptação ao “novo normal” ocorreu já no período inicial de isolamento. Na época, 7,3 milhões de brasileiros fizeram sua primeira transação via e-commerce, como mostra o levantamento da Ebit/Nielsen de julho de 2020.

Dessa forma, fica evidente que, no âmbito profissional, entram em cena a busca constante por processos ágeis, eficientes e flexíveis, além do atendimento instantâneo por meio de uma série de canais digitais.

Por conseguinte, apesar do impacto econômico causado pela COVID-19, muitas organizações pretendem investir em tecnologias digitais mesmo no momento de recuperação econômica. De acordo com um artigo do IDC, 65% do PIB mundial deve ser digitalizado até 2022

“Os investimentos em tecnologia feitos durante a pandemia garantirão que o ‘Próximo Normal’ que emerge seja muito diferente da economia pré-COVID. De fato, em 2022, 70% de todas as organizações globais terão acelerado o uso de tecnologias digitais, transformando os processos de negócios existentes para impulsionar o envolvimento do cliente, a produtividade dos funcionários e a resiliência dos negócios.”

Jyoti Lalchandani, vice-presidente do IDC

A previsão é de que os investimentos nessa transformação digital cheguem a cerca de US$ 6,8 trilhões entre 2020 e 2023.


LEIA MAIS: 47% das empresas aumentarão investimentos em IoT, afirma Gartner


IoT e AI em evidência

Tanto a Internet das Coisas (IoT) quanto a Inteligência Artificial (IA) são tecnologias digitais das que mais se destacaram em 2020. 

Com o importante papel de monitorar ambientes e atividades, ambas auxiliaram diferentes setores a garantir um cuidado com a saúde e a segurança das equipes, bem como com a dos clientes e consumidores. 

Nos bares e restaurantes, por exemplo, a tecnologia foi empregada para diminuir o contato durante o atendimento ao cliente, além de ser essencial no gerenciamento dos pedidos de entrega, cuja procura aumentou em 58% na quarentena, segundo pesquisa da empresa Rakuten Advertising.


LEIA MAIS: Porque bares e restaurantes manterão atendimento online no pós-crise


Há também o funcionamento no agronegócio, onde a IoT auxiliou no monitoramento remoto de equipamentos, solo e condições climáticas. E, inclusive, no diagnóstico precoce de sinais de doenças em plantações e rebanhos. 

Enquanto isso, a AI contribuiu com modelos de previsão sazonal, ajudando na tomada de decisão assertiva na gestão das safras e no processo de plantio. 

Aliás, segundo estimativas da McKinsey & Companyfazendas conectadas poderão proporcionar um acréscimo de US$ 500 bilhões no PIB mundial até 2030.

Principais usos de IoT em 2020:

  • 31% dos negócios usaram recursos de IoT para dar mais segurança aos colaboradores e clientes durante a pandemia
  • 25% utilizam soluções de automação, como acesso remoto e gerenciamento a distância
  • 23% usam IoT a fim de garantir a conformidade de processos

Fonte: 2020 Gartner IoT Implementation Trends

Em resumo, por conta do amplo uso dessas inovações e dos ganhos em eficiência que elas geram, IoT e AI são algumas das tecnologias digitais que tendem a ser mais adotadas pelo mercado.

Inclusive, em uma pesquisa realizada pela consultoria Gartner, 47% das companhias entrevistadas informaram que planejam aumentar os investimentos em Internet das Coisas. 

Ao passo que, até 2023, um terço das empresas que investiram em IoT terão também investido em AI em ao menos um projeto.


ASSISTA AO WEBINAR: IoT: como a tecnologia aumenta a eficiência da gestão de frotas e equipes de campo


Desafios e tendências de tecnologias digitais em 2021

Após um ano de grandes transformações globais, a consultoria Gartner alerta que entender os novos hábitos de consumo e as necessidades do público-alvo estarão entre os  grandes desafios dos próximos meses.

“Mapear essa nova jornada de compra para entender como os compradores estão usando os canais digitais e humanos, muitas vezes simultaneamente, será fundamental para as organizações de vendas B2B crescerem nos próximos três anos.”

Craig Riley, analista sênior da prática de vendas para Gartner

Para isso, será fundamental incorporar a AI em todo o mecanismo comercial. Afinal, essa tecnologia possibilita insights precisos sobre as necessidades do cliente e ajuda a moldar toda a experiência.

Contudo, a digitalização é necessária no cenário atual não apenas no que tange o atendimento ao cliente, mas também no olhar para dentro das empresas. 

Nesse sentido, o Gartner cita a ‘Internet do Comportamento (Internet of Behavior – IoB), como uma das nove tendências de tecnologias digitais estratégicas para 2021.

Hoje, 16% dos empregadores já usam ferramentas tecnológicas para monitorar a produtividade e até o bem-estar de seus funcionários, segundo o relatório 9 Future of Work Trends Post-COVID-19.

Por sua vez, a IoB se baseia também na coleta e no uso de dados, porém com o intuito de orientar o comportamento dentro de uma organização ou mesmo na forma como as organizações interagem com as pessoas

Por fim, as tecnologias digitais geram e dependem do uso de dados. Portanto, o volume de informações armazenadas em Cloud é cada vez maior. Assim, aumentam também os riscos de exposição e vulnerabilidades. 

Só para ilustrar, no Brasil, no período entre janeiro e junho de 2020, foram mais de 2,6 bilhões de ataques cibernéticos, segundo dados da Fortinet.

Em outras palavras, o poder da conectividade abre muitas oportunidades, mas a segurança desse ambiente digital e dos dados ali presentes deve ser outra constante preocupação para os negócios  investirem na digitalização.


LEIA MAIS: 7 maneiras consistentes de melhorar a experiência do cliente no seu negócio


Conclusão

Hoje, o mercado demanda agilidade, eficiência e flexibilidade dos negócios nos mais diferentes setores. 

E, inegavelmente, as tecnologias digitais são capazes de trazer todos esses benefícios, contanto que as companhias estejam dispostas a planejar e a investir nessas soluções, de acordo com suas necessidades.

De modo geral, o uso de IoT, AI, IoB, entre tantas outras inovações, ajuda na construção de uma estratégia de negócio mais assertiva. E pode ser o diferencial para se destacar em meio a áreas de grande competitividade. 

Nesse sentido, a Vivo Empresas se destaca como uma parceira estratégica para acelerar a evolução digital de organizações de todos os setores. Para isso, investe em inovação e oferece as tecnologias digitais ideais para pequenos, médios e grandes negócios. Entre suas soluções completas para transformação digital, oferece serviços de Conectividade, com velocidade 4.5G e a hiperconexão de Vivo Fibra de até 1GIGA, Segurança da Informação e Cloud, além de Big Data, TI, Ferramentas de Colaboração, Aluguel de Equipamentos e IoT.

Quer saber mais sobre e transformação digital e os benefícios da tecnologia para o seu negócio? Confira os textos que separamos para você:

Até a próxima!

Webinar | Tendências em tecnologia proteger sua empresa_V1

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Enviamos conteúdos do seu interesse para seu e-mail, cancele a qualquer momento.

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio