Veja como gamificação pode contribuir para o sucesso do seu negócio

Conheça agora mesmo todos os benefícios e saiba como implementar a gamificação no seu negócio.

09/12/2019 às 9:00

Neste artigo sobre gamificação no universo empresarial você vai ver:

  • Definições gerais do conceito.
  • Dicas sobre como implementar a gamificação no dia a dia das empresas.
  • Vantagens da gamificação.
  • Como deve ser a estrutura da campanha para o público interno e também para o externo.
  • De quais formas aplicar estratégias de gamificação em treinamentos corporativos.
  • Exemplos práticos de gamificação.

Gamificação é um tema que está em alta. Diversas empresas têm apostado em estratégias desse tipo. Mas você sabe o que é? O conceito introduz regras, mecânicas e estratégias de jogos em atividades reais. O objetivo é fazer com que as pessoas superem etapas para que possam conquistar um objetivo comum, sendo recompensadas de alguma maneira por isso.

gamificação: jogo de tabuleiro com diferentes peças dispostas e dados.
A gamificação é uma ótima estratégia para engajar clientes e colaboradores.

A metodologia é uma estratégia interessante para promover engajamento junto ao público. Por isso, tem sido utilizada também no universo empresarial. A vantagem é que dá para empregar o conceito tanto com os colaboradores quanto com os clientes (mais à frente citaremos exemplos).

Como implementar a gamificação na minha empresa?

Vamos falar separadamente, de acordo com os públicos. Para os colaboradores, a gamificação é uma excelente maneira de estimular uma competição saudável. Por exemplo: você é gestor de um e-commerce de decoração e decide criar um jogo com as pessoas que cuidam do atendimento ao público.

Mãos jogando dados para cima.
Implementar uma estratégia de gamificação exige pesquisa e planejamento.

A partir disso, é necessário estabelecer regras, fases e recompensas do game. O vencedor, então, será aquele que contribuir para tornar o atendimento mais eficiente. Quem tiver mais elogios, por exemplo, marca 1 ponto. Aquele que sugerir uma mudança que irá impactar na agilidade das respostas, marca 4 pontos. No final de um período pré-determinado, o vencedor pode ser recompensado com uma promoção, por exemplo.

Com o jogo encerrado, pegue as métricas do mês anterior e compare com as atuais. Assim, você consegue mensurar as melhorias que foram feitas.

A equipe também pode ser dividida em times. Dessa forma, você estimula a interação entre os colaboradores e também uma competição saudável, que pode integrar diferentes áreas.

Também dá para trabalhar a gamificação com os clientes. Você pode fazer uma campanha no Instagram, por exemplo, em que irá divulgar informações sobre determinado produto. Crie quizzes nos stories sobre o tema pré-definido. Aproveite para dar dicas em outras plataformas – assim, você consegue fazer uma estratégia integrada.

O cliente que marcar mais pontos terá uma recompensa, como um desconto especial ou uma experiência. Certamente o engajamento será interessante para o seu negócio.

Vantagens da gamificação

Os exemplos acima já trouxeram algumas das principais vantagens de usar a gamificação nas empresas. A seguir, uma lista completa com os benefícios!

  • Equipes mais engajadas;
  • Estimula uma competição saudável;
  • Melhora os processos internos;
  • Resultados mais efetivos;
  • Permite uma visão mas global da empresa;
  • Integra as equipes;
  • Estimula a criatividade dos colaboradores;
  • Aumenta o engajamento nas redes sociais da empresa;
  • Traz mais clientes para os seus canais;
  • Amplifica os produtos ou serviços oferecidos;
  • Permite medir os resultados de um jeito mais efetivo;
  • Estimula nos colaboradores o sentimento de conquista pessoal.

Como deve ser a estrutura da campanha?

A estratégia de gamificação deve ser bem pensada para não ter falhas. Em primeiro lugar, identifique um ponto de melhoria. Por exemplo: diminuir o número de reclamações sobre o atendimento ao público.

Duas mulheres escrevendo em um quadro branco, sorrindo.
O planejamento é essencial para não haver falhas no processo.

Em seguida, verifique quais ações poderiam aprimorar o atendimento. Especifique fases, tarefas, pontuações e, por fim, defina a premiação. Coloque tudo no papel. Isso mesmo: escreva um regulamento, como se fosse um jogo. Assim, você irá apresentar com mais clareza para os seus colaboradores.

Antes de dar início ao jogo, faça testes reais. Imagina ter de mudar tudo no meio do caminho? Por isso, essa etapa é muito importante. Escolha um grupo menor para fazer esse teste.

Público externo

No caso de alguma estratégia com o público externo, o processo é semelhante. Primeiro, detecte qual produto ou serviço você deseja promover e quais serão as plataformas que usará na estratégia. Em seguida, pense em um jogo que irá contribuir de maneira efetiva para a divulgação e, consequentemente, para as vendas.

Tenha todo o regulamento pronto, na ponta da língua. É importante que o mesmo esteja publicado em algum local público, como o seu site. Assim, pode facilitar a consulta. Vale ressaltar aqui que a estratégia de gamificação para consumidores não é um concurso, uma vez que esse modelo exige o cumprimento de algumas regras.

Controle de um videogame colocado no chão, sobre um tapete.
Pense em um jogo mesmo para compor as regras.

A diferença é que a gamificação é uma campanha que não dará, necessariamente, um prêmio físico para o participante. Pode ser descontos, experiências ou simplesmente algum tipo de destaque nas redes sociais.

Treinamentos corporativos

A gamificação pode ser muito eficiente em treinamentos corporativos. Isso porque as pessoas estão ali para aprender algo e receberão um estímulo a mais quando sentirem que fazem parte de um jogo.

Além disso, é uma maneira bastante eficiente de integrar todas as áreas e de compartilhar conhecimento. Um exemplo prático: você comprou algum maquinário novo e vai promover aulas para explicar aos colaboradores como funciona.

Aproveite para fazer um grande jogo, pontuar os que absorveram melhor os conteúdos. Isso, certamente, trará resultados significativos para a produtividade da empresa.

Gasta-se muito?

Claro que algumas campanhas que exigem uma estrutra mais robusta, como o desenvolvimento de aplicativos, podem custar mais caro. Mas, em geral, criar lógicas de gamificação na sua empresa é algo que exige mais tempo do que dinheiro.

Aliás, exige muita criatividade. Por isso, reserve um tempo para pensar em uma estratégia legal, envolva outros setores e aproveite todos os benefícios que esse conceito oferece.

Cofre em formato de porco. Uma pessoa está inserindo uma moeda no cofre.
Uma estratégia de gamificação não exige, necessariamente, muito investimento.

Exemplo prático para você entender

O Google buscava uma forma de conscientizar os colaboradores em relação às despesas de viagem. A companhia, então, criou um jogo que sugeria um controle maior dos gastos. Todos os valores economizados eram, então, incorporados aos salários dos participantes. Eles também tinham a possibilidade de doar o montante para instituições de caridade.

Outra campanha é da Nike, feita a partir do aplicativo NikeFuel. O app estimula que as pessoas façam exercícios físicos. O desempenho de todos os participantes é registrado na plataforma. A empresa ainda premia os vencedores com troféus e recompensas.

E aí, o que achou? É uma boa ideia implementar alguma atividade baseada em gamificação, não é mesmo? Certamente os resultados serão gratificantes para você e para todos os envolvidos.

Aliás, já que estamos falando sobre o tema, aproveite para ler o nosso artigo sobre como engajar clientes com conteúdo. Veja também o que é marketing de influência, uma forma bastante eficiente de amplificar o nome da sua empresa internet afora!

Então, esperamos que tenha gostado dos conteúdos! Continue navegando pelo blog e até uma próxima!

Gostou deste conteúdo?

Compartilhe nas suas redes:
Veja mais sobre
GestãoMarketing
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio