Como a tecnologia apoia o empreendedorismo negro

17/11/2020 às 17:38

325 anos após a morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares, o Brasil, infelizmente, ainda sofre com os vestígios de um passado escravagista. Hoje em dia, já existem iniciativas em diversos campos para melhorar essa situação, com o empreeendedorismo negro sendo um bom fio condutor nesse sentido.

Adicionalmente, a comunidade preta tem usado a tecnologia para ocupar não apenas espaço político, mas para se colocar em protagonismo, oferecendo produtos e serviços para uma população cada vez maior. 

Conectividade, IoT e Cloud são algumas das soluções da nova geração que mais têm apoiado empreendedores a conquistarem seu mercado.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste artigo, você verá:

  • Empreendedorismo negro: contexto atual 
  • Tecnologias que apoiam o empreendedorismo negro
  • Soluções para o empreendedorismo negro
  • Conclusão

Empreendedorismo negro: entenda

O empreendedorismo negro é composto pela criação de negócios por pessoas da população preta, geralmente como um caminho de empoderamento financeiro ou social dessa população.

De acordo com estudo feito pela incubadora Preta Hub em parceria com o banco de investimentos JP Morgan em 2019, “O empreendedorismo negro no Brasil não é homogêneo, mas se pode afirmar que o cenário é positivo”.

A mesma pesquisa afirma que “a maioria dos empreendedores deseja continuar e crescer seu negócio. Inclusive, a renda dessa maioria cresceu desde que começaram a empreender”.

A pesquisa ainda separa os empresários pretos em três grupos. Os que estão em “necessidade” são compostos 46% por pessoas que começaram a empreender por falta de emprego. No grupo “vocação”, 51% dizem que sempre quiseram empreender. Já na fatia “engajado”, 36% trabalham com inovação. 

Muitos empresários negros sempre quiseram empreender (GettyImages)

Contexto atual 

Diferentemente do que algumas pessoas pensam, o Brasil ainda é um país com forte discriminação. De acordo com pesquisa realizada pela revista Veja em agosto de 2020, 36,9% dos entrevistados presenciaram algum caso de racismo.

Assim, outro dado que chama atenção nesse relatório é que 26,7% das pessoas que afirmam já ter sofrido preconceito em razão da cor da pele dizem que o fato aconteceu em estabelecimentos comerciais.

Em um exemplo prático, o empresário Sergio All relata, em entrevista para Exame, que fundou a fintech Conta Black justamente porque percebeu uma dificuldade inicial em receber crédito para começar seus negócios. “Mesmo com o nome limpo, bom ­score e um plano, recebi um não”, contou.

Como é possível perceber nesse caso, existe um grande mercado ainda a ser aproveitado para criar negócios pensados nesse público. Vale destacar que, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do IBGE, no segundo trimestre de 2020, 55,4% da população brasileira é composta de pessoas que fazem parte desse grupo.

Fora do contexto brasileiro, essa também é uma questão presente. A consultoria McKinsey afirma que negócios de empresários pretos podem ser um fator central para fechar a diferença racial atual, a qual fazem a projeção de custar à economia americana entre US$ 1 trilhão e US$ 1,5 trilhão por ano em 2028.

Nesse cenário, a inovação ocupa um papel central para apoiar o empreendedorismo negro e reduzir tal disparidade.


LEIA MAIS: Empreendedorismo: como a tecnologia amplia o sucesso


Tecnologias para o empreendedorismo negro

Assim, nesse cenário de discriminação e busca por afirmação, a tecnologia surge como uma grande aliada do empreendedorismo negro. Existem diversas soluções, como conectividade, IoT e segurança da informação que estão disponíveis para que essa população expandir seus negócios.

Como se sabe, o mundo nunca se transformou em um ritmo tão rápido quanto agora, onde podemos ver inúmeras mudanças de comportamento estimuladas pelas inovações e modernização de processos. 

Assim, é crucial que para obter sucesso nos negócios, a população preta possa se adaptar melhor às constantes mudanças impostas pelo panorama, em especial no momento atual com a pandemia de Covid-19. Isso, contudo, só irá acontecer se o trabalho for realizado com as melhores soluções possíveis.


LEIA MAIS: Trabalho híbrido: entenda como o modelo funciona e saiba como estruturá-lo


Soluções para o empreendedorismo negro

No entanto, quais são especificamente as tecnologias que podem ajudar o empreendedorismo negro?

Conectividade

Realizar negócios pela internet é uma forma de driblar várias das dificuldades enfrentadas por novos empreendedores, ainda mais quando se pensa em cortar custos para testes iniciais. 

Além disso, após a pandemia de Covid-19, o público brasileiro adquiriu de vez o hábito de comprar online. Em levantamento da Neotrust, há a indicação de um aumento de 104% no faturamento do e-commerce no País entre o segundo trimestre de 2019 e o mesmo período de 2020.

Assim, ao se pensar em começar em uma empresa nesse ambiente, um dos primeiros pontos a se levar em consideração é a importância de contar com um serviço de conectividade seguro e estável. 

Conectividade é essencial para empreendedores negros (GettyImages)

Afinal de contas, com uma conexão de internet de qualidade, é possível atender bem os clientes e ainda suportar um grande fluxo de acessos ao e-commerce

A Vivo Empresas oferece esse serviço para empresas de todos os tamanhos, apoiando-as desde a fase inicial ao crescimento, quanto as que já têm maior porte.

IoT

Ao se iniciar um negócio, especialmente se esse for digital, é natural que se comece a um grande volume de informações. Dessa forma, conectar e armazenar esses dados se torna um diferencial competitivo extremamente importante.

É justamente essa vantagem que a Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT, em inglês) oferece para as companhias. Com ela, é possível entender, por exemplo, conectar dispositivos para entender o perfil dos consumidores que trafegam pelos corredores das lojas físicas em horários de pico ou, ainda, acompanhar em tempo real o desempenho de diversos pontos de venda.

Essa solução é tão importante que, de acordo com a consultoria Gartner, 47% das empresas aumentarão seus investimentos nela nos próximos anos.

Cloud

Outro ponto importante é que, para usar esses dados em tempo real, é importante contar com uma boa capacidade de armazenamento. Para isso é imperativo que o ambiente de rede  seja flexível e capaz de se adaptar, até mesmo em momentos de alto uso. 

Assim, a Cloud aparece como a inovação ideal. Isso porque seus ambientes virtualizados permitem o armazenamento de uma grande quantidade de dados e sistemas, sem precisar investir em infraestrutura física

Em uma recente previsão para 2021, o Gartner, destaca a nuvem distribuída e conectada com IoT como uma das principais tendências.  

Segurança da Informação

Contudo, todo esse uso de dados para alavancar negócios também traz várias preocupações a respeito de segurança de informação. Ataques cibernéticos se proliferam em formas cada vez mais sofisticadas e prejudiciais às empresas.

Segundo relatório divulgado em outubro de 2020 pela NSFocus, criminosos seguem invadindo roteadores caseiros para minerar bitcoins e formar botnets. 

Além disso, negócios que lidam com as informações de seus clientes precisam ter cuidado adicional, pois podem ser implicados pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no caso de uma eventual negligência e vazamento.

Segurança de informação é crucial para empresas (GettyImages)

Adicionalmente, a consultoria Forrester apurou que 33% dos casos de vazamento de dados em 2021 serão causados por funcionários da própria empresa trabalhando em formato de home office e, portanto, mais vulneráveis a eventuais ataques. 

Assim, o investimento em soluções de segurança da informação e proteção para esses casos se torna essencial para impulsionar o crescimento de empresas da população preta.


LEIA MAIS: O papel do SD-WAN na transformação digital das empresas


Conclusão

O empreendedorismo negro vem ganhando cada vez mais força no Brasil e no mundo. Isso acontece especialmente pela carência de bons serviços voltados às necessidades específicas dessa população, abrindo oportunidades de negócios

Nesse cenário, a tecnologia aparece como importante facilitadora, tanto na redução de custos, quanto na gestão, na proteção e na criação de inteligência para corporações diversas.

Nesse sentido, a Vivo Empresas desenvolveu  soluções flexíveis para ajudar companhias de todos os portes a entregar serviços cada vez melhores. E, consequentemente, a crescerem. Contamos com os melhores produtos do mercado em Conectividade, Equipamentos, Cloud, Segurança, Big Data, Ferramentas de Colaboração, IoT e TI.

Quer saber mais sobre como a digitalização vem transformando companhias em diversos setores? Confira os artigos abaixo:

Até a próxima!

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio