Olho no futuro: tecnologia cloud aplicada em vários tipos de negócios


Publicado em 7 de janeiro de 2021, às 9:43
Gerente de Vendas para Serviços Digitais Vivo

Já há algum tempo, o uso da tecnologia vem em uma crescente tanto no dia a dia quanto no ambiente empresarial. Porém, a pandemia gerou uma celeridade na transformação digital em negócios de todos os portes. E nós não apenas nos adaptamos rapidamente ao uso dessas novas tecnologias, como também colhemos bons frutos delas, em termos de produtividade, agilidade e alcance.

Nesse sentido, a cloud vem ao encontro dessa migração para o ambiente virtual em diferentes soluções como Software as a Service e Platform as a Service, ou SaaS e PaaS, respectivamente. 

Inclusive, o uso de “as a Service”, que ficou em destaque durante a pandemia, é apenas uma das muitas tendências de nuvem computacional que podem ajudar negócios em seu momento de retomada.

Neste artigo, você verá:

  • Como usar a tecnologia cloud em favor do negócio
  • Segurança na cloud deve ser prioridade do negócio
  • Migrando para a nuvem: uma mudança na arquitetura de TI

Como usar a tecnologia cloud em favor do negócio

Cada companhia tem suas especificidades e necessidades. Portanto, a solução utilizada para ela também deve estar alinhada a essas particularidades e objetivos do negócio. Seja como for, quando falamos sobre digitalizar processos e migrar para a nuvem, isso representa uma série de benefícios, sendo os mais destacados:

  • Aumento de performance
  • Escalabilidade
  • Mobilidade
  • Rápida comunicação

Com isso, essa tecnologia, que já era muito utilizada por grandes empresas e multinacionais, ganhou novo propósito. Ela se tornou a melhor opção para PMEs sobreviverem em meio à crise da Covid, bem como crescer nesse momento de retomada da economia. E, como resultado, o crescimento percentual da nuvem no Brasil deve ser de 24% só em 2020, segundo estimativa da International Data Corporation (IDC).

Embora o uso dessa tecnologia tenha crescido na pandemia, costumo dizer que a cloud não é um modismo, ao contrário do que pode parecer. Definitivamente, ela é uma solução ainda nova para o nosso mercado, que flexibiliza e agiliza toda a área de Tecnologia da Informação das companhias. 

Para exemplificar, compartilho dois casos de uso específico das vantagens da nuvem. Em primeiro lugar, temos o comércio eletrônico e as datas do varejo. Perto do Dia das Mães, das Crianças ou mesmo de uma grande promoção como a Black Friday, há um crescimento na demanda para esses negócios. Nesse cenário, a escalabilidade da nuvem aparece como a solução perfeita.

Além disso, em segundo lugar, a nuvem também pode servir como espaço de testes. Por exemplo, é possível fazer um ambiente de trial para startups na cloud.

Segurança na cloud deve ser prioridade do negócio

É essencial lembrar que, quando abrimos nosso negócio para as oportunidades do mundo digital, também estamos mais suscetíveis aos riscos desse ambiente. Na realidade, os golpes com foco em dados de empresas eram significativos antes mesmo da pandemia. Só para exemplificar, segundo relatório do Grupo Thales, 49% dos executivos latino-americanos já sofreram com vazamento de informações em 2019. 

Porém, com o aumento do uso da internet durante o isolamento social, o número de ciberataques cresceu exponencialmente. De acordo com um levantamento da Kapersky, os ataques focados em ferramentas para acesso remoto aumentaram 333% no Brasil entre fevereiro e abril de 2020. Por isso, a segurança deve ser uma prioridade para a área de TI, responsável por essa implementação. 

Antes de mais nada, para migrar, é importante contar com uma cloud estável e protegida. Hoje, na Vivo Empresas, em parceria com a VMware, nós já oferecemos soluções digitais como o Vivo Cloud Plus

A plataforma oferece automatização da infraestrutura de TI, entre outros benefícios, bem como possui certificações de segurança que atendem até mesmo clientes de missão crítica, como empresas do segmento hospitalar.

Migrando para a nuvem: uma mudança na arquitetura de TI

No momento em que se opta pela migração para nuvem, minha recomendação é que ela seja feita com uma mudança da própria estrutura do TI. Em outras palavras, não apenas pegar o que existe on premise e transportar para o digital — o famoso “lift and shift”.

Enfim, o melhor caminho é planejar, fazer um estudo de customização específico para o seu negócio e, aí sim, implementar a migração para a cloud. Aliás, as startups já estão um passo à frente nesse quesito justamente por nascerem disruptivas e não terem que passar por uma migração ou adaptação.

A infraestrutura digital conta com o uso de diferentes soluções como o SaaS. Inclusive, segundo um estudo do Gartner em julho de 2020, esse é o maior segmento do mercado de nuvem pública e deve crescer até o final do ano US$ 104,7 bilhões. Além dele, soluções como PaaS ou até sistemas de contêineres, como o Kubernetes, também vêm ganhando o mercado.

Conclusão

A pandemia impulsionou o uso da cloud no Brasil e no mundo. Maior performance, agilidade e eficiência são alguns dos benefícios que fizeram com que negócios de todos os portes implementassem soluções de nuvem. 

Mas, dito isso, é preciso usar essa tecnologia a favor dos negócios e de olho no futuro das soluções “as a Service”, bem como outras novidades em termos de IoT, Big Data e AI.

Na Vivo Empresas, temos como mote “digitalizar para aproximar”. Assim, acreditamos e investimos em soluções que suportam essa transformação digital do início ao fim. E eu entendo que é nossa missão ajudar cada vez mais negócios a dar esse passo rumo ao futuro.

Conte com a gente!

Gerente de Vendas para Serviços Digitais Vivo

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio