Entenda como as tecnologias digitais aumentam a produtividade no campo

Conheça mais sobre a agricultura conectada com o futuro e os benefícios que ela traz para o setor

04/11/2020 às 10:30

Brasil já ocupa posição de destaque no setor, mas ainda é possível avançar 

A inovação derrubou barreiras em todos os setores econômicos ao longo das últimas décadas. A digitalização, inclusive, conseguiu atravessar a porteira e mostrar a sua importância para o agronegócio. 

Novos sistemas rapidamente apresentaram resultados animadores, como aumento da produtividade no campo, a redução do uso de pesticidas e a otimização expressiva de custos.

Não à toa, o uso dessas tecnologias, combinado com uma tradição histórica de foco na área, faz com que o Brasil seja um dos principais líderes mundiais quando se fala em produtividade agrícola.

Neste artigo, você vai entender como a transformação digital vem sendo ampliada no setor rural, em especial nestes temas:

  • Cenário atual
  • Internet das Coisas: tudo começa por aqui
  • Tecnologias em prática na fazenda
  • Segurança em primeiro lugar

Produtividade no campo: cenário atual no Brasil e no mundo

Refletindo sobre o atual contexto, a AgFunder divulgou o Relatório de Investimentos Farmtech 2020, baseado em dados do investimento em startups que criam, pelo mundo, tecnologias para  fazendas. 

Os resultados revelam que, apesar das consequências negativas trazidas pela pandemia de Covid-19, o investimento americano em tecnologia agrícola do primeiro trimestre do ano ficou em cerca de 550 milhões de dólares.

Entretanto, o futuro se mostra mais animador. O relatório Smart Agriculture – Global Market Trajectory & Analytics, divulgado no último mês de setembro pela Research and Markets, aponta que o mercado de agricultura inteligente tem projeção de 18 bilhões de dólares em 2027. 

Só a agricultura de precisão, por exemplo, deve atingir uma CAGR (taxa de crescimento anual composta, em inglês) de 13%.

Já no cenário local, a pesquisa realizada pela consultoria McKinsey com 750 produtores no Brasil, e divulgada em agosto de 2020, indica um apetite maior por adotar soluções digitais nas fazendas.

Webinar | Benefícios do IoT no agronegócio _V1

IoT e a produtividade no campo

Em um panorama de maior investimento em tecnologia no campo, a Internet das Coisas (Internet of Things, ou IoT, em inglês) é uma das soluções que surgem em destaque. Isso ocorre ao permitir uma comunicação integrada entre equipamentos e dispositivos sem intervenção humana, o que é extremamente necessário no setor.

Assim, parte importante desta solução é o sistema M2M (Machine to Machine), que transmite dados de máquina para máquina, possibilitando a automatização de processos e a monitorização remota. Esse processo utiliza as redes NB-IoT e LTE-M, que comportam o elevado volume de dados da operação de IoT.

Todas essas informações ficam hospedadas em nuvem e, assim, a fazenda conectada permite que o gestor acompanhe cada etapa da produção a distância, até mesmo pelo celular. Dessa forma, podem ser unidos drones, semeadoras, tratores, sensores… ou seja, todo tipo de equipamento que permita conexão com a internet.



Para realizar essa implementação, é preciso apenas de uma solução de conectividade de boa qualidade. A Vivo Empresas tem planos de 2G, 3G, 4G e LPWA e a Vivo Kite Platform®, que ajuda a gerenciar e a monitorar tudo em tempo real.

Tecnologia é utilizada para irrigação de precisão e para aumentar produtividade no campo
Tecnologia é utilizada para irrigação de precisão (Getty Images)

Aplicação prática de tecnologias no campo

Independentemente do tamanho do parque tecnológico, é possível elevar a produtividade no campo. Para que isso aconteça, contudo, é preciso contar com um provedor especialista, para comprar e implementar soluções mais adequadas para cada tipo de negócio.

Precisão para produtividade no campo

Dentre os exemplos mais usados para o setor, destaque para a agricultura de precisão. Com isso, é possível captar informações georreferenciadas sobre as áreas de cultivo, processar esses dados para tomar decisões estratégicas de manejo e aumentar a produtividade e economizar.

Para exemplificar: sensores instalados no solo medem a umidade, sem a necessidade de um trabalhador in loco. A todo momento, esse mecanismo envia informações a uma plataforma de IoT, que faz o filtro e análise. Esse é o caso do Vivo Clima Inteligente, sistema que apoia o agricultor usando estações meteorológicas para indicar o melhor momento para realizar plantio e colheita, por exemplo.

Dessa forma, caso o indicador esteja baixo e a terra precise de mais água, o gestor pode analisar no mesmo dashboard a estação meteorológica e decidir se dá o início na irrigação automática ou se espera a chuva. Tudo em tempo real, sem sair da cadeira.

Telemetria

A telemetria, por exemplo, também pode ser aplicada, garantindo otimização de máquinas, maior produtividade e diminuição de custos. Esse serviço é oferecido pelo programa Vivo Maquinário Inteligente. Sensores embarcados podem gerar informações preciosas, como quantidade de sementes despejadas e até problemas do motor, hora de trocar o óleo e má condução do veículo.

Isso sem falar nos drones, que mapeiam a área e ainda podem ser pulverizadores, colheitadeiras que funcionam a partir de GPS, rastreamento de veículos em todas as fases de produção e transporte dos produtos, entre outros recursos.

Um exemplo prático de aplicação da tecnologia no campo é o projeto da Vivo Empresas com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), chamado Fazenda Conectada, que permitiu, entre outros ganhos, a conexão da estação meteorológica com o sistema de irrigação.

Segurança

Toda essa aplicação de dados para a agricultura sem dúvida traz muitos benefícios de produtividade para empreendedores e para o País. Contudo, é preciso tomar um cuidado especial com a proteção de dados, que se torna algo fundamental em um empreendimento digitalizado. Assim, uma fazenda conectada pode estar vulnerável a uma diversas ameaças virtuais.

Esses ataques podem trazer prejuízos e problemas sérios a todo tipo de negócio, inclusive fazendas conectadas. Por esse motivo, é necessário investir em cibersegurança, com soluções que abrangem desde o Wi-Fi Seguro até aplicações como cadeados digitais e gerenciamento na nuvem.

Ainda sobre esse tema, a consultoria Gartner apontou, em seu relatório sobre as principais tendências tecnológicas para 2021, que uma malha de cibersegurança que seja escalável, flexível e confiável é uma das prioridades

Conclusão

A tecnologia chegou definitivamente ao agronegócio, beneficiando propriedades  de todos os tamanhos, com inovações que resultam em economia e maior produtividade no campo.

Nesse sentido, as soluções de IoT são suas principais aliadas, que integradas a um bom serviço de conectividade, suportam o desenvolvimento da melhor estratégia para suas produções.

Precisa de ajuda para acelerar a transformação digital do seu negócio? A Vivo Empresas conta com mais de 1,5 milhão de clientes corporativos e oferece todo o apoio nessa jornada em todo o Brasil.

Além de conectividade e IoT, oferecemos outras soluções, a exemplo de Cloud, Big Data, Gestão de Tecnologia, Equipamentos e Ferramentas de Colaboração.

Quer saber mais sobre os benefícios da tecnologia no agronegócio? Leia estes artigos:

Até a próxima!

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Enviamos conteúdos do seu interesse para seu e-mail, cancele a qualquer momento.

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio